Assaduras femininas. Como prevenir? - Dita cuja

Assaduras femininas. Como prevenir?

Assaduras são mais um tópico muito presente no cotidiano feminino! Quem nunca usou um sapato e a fricção machucou algum dedinho ou ficou alguns bons dias com a virilha irritada após usar absorventes? Para algumas mulheres, inclusive, o período menstrual é uma verdadeira agonia. Já não basta os sintomas comuns, a dor e a indisposição, as assaduras também dão as caras...

Mas calma! Hoje a Dita Cuja vem conversar justamente sobre isso: como prevenir as assaduras nesses momentos. Talvez você até já saiba algumas maneiras de evitá-las, mas fica aqui comigo pois vai valer a pena e a última dica vai te surpreender, prometo!

  • Evite roupas justas:

Primeiramente, a gente já sabe que as assaduras surgem do atrito. Inclusive, existe até um termo técnico para essa situação: dermatite friccional (ou de contato). Então, o mais lógico é diminuir os atritos tanto quanto possível, a começar pelas roupas! Evite tecidos muito justos e pesados, como o jeans. Opte por modelitos mais soltinhos, de tecidos leves e que permitam boa circulação de ar, quando houver a possibilidade. A Dita sabe quem nem sempre é possível, por isso, é sempre bom combinar vários cuidados.

  • Deixe a ppk respirar!

Para diminuir os momentos de fricção pele-tecido, durma sem calcinha! Ficar 24h com roupas íntimas certamente não é benéfico nem para sua saúde íntima, nem para a pele da virilha. Mas, no entanto, todavia... se você não abre mão dela, prefira as famosas calcinhas de algodão (pois o tecido é natural e permite a circulação de ar) e calcinhas sem costuras. Um dos principais causadores das assaduras são elas, as costuras!

Manter a higiene íntima em dia também é primordial. Clique aqui se quiser ler de forma mais detalhada sobre esse tema!

* Mantenha a região bem seca: 

 O suor, combinado com o atrito, são a dupla imbatível para a formação de assaduras. Assim, procure sempre secar bem a região, com destaque para o pós banho. Em dias quentes, quando perceber excesso de suor e se for possível, realize trocas de roupas, ou ao menos da calcinha. Lembrando também que a umidade é super amiga da proliferação de micro-organismos, de forma que é muito importante evitá-la para evitar também possíveis infecções e disbioses.

  • Troque o absorvente convencional

Se você sofre com assaduras a cada período menstrual, talvez uma boa solução seja descartar os absorventes convencionais. Além dos plásticos em sua composição, que impedem a circulação de ar, eles também possuem substâncias sintéticas com potencial alergênico. Hoje, felizmente, temos várias opções no mercado, desde absorventes ecológicos e calcinhas absorventes até os coletores menstruais, que podem ser muito mais benéficos para sua saúde íntima e ainda te pouparem das assaduras.

  • Hidrate a pele!

Pois é, mulher! Manter a pele hidratada será um passo imprescindível para prevenir a formação de assaduras, além de mantê-la íntegra e com sua barreira protetora bem cuidado.

Falando nisso... não use vaselina, principalmente na região íntima! Ela não hidrata, apenas proporciona o fator sensorial. Você pode até sentir uma textura mais macia, mas na verdade não houve nenhum benefício para a sua pele. Inclusive, a vaselina é derivada do petróleo e comedogênica, de forma que pode “entupir” os poros da pele. O mesmo vale para os talcos! Pode até parecer tentador utilizá-los para manter a região seca, mas eles não são adequados para isso, sobretudo para sua ppk.

Um ótimo aliado para hidratar a pele da região íntima é o Sérum Íntimo 12 em 1 da Dita Cuja. Com sua formulação específica para a ppk e livre de substâncias prejudiciais, o sérum irá promover uma série de benefícios além da hidratação: regeneração e ação antioxidante, prevenção de foliculites e fortalecimento da barreira natural da pele. Sua composição é rica em ativos naturais, como os óleos essenciais de lavanda, camomila e calêndula, que serão ótimos para acalmar assaduras. Ele não possui água em sua composição e possui rápida absorção, de forma a evitar o acúmulo de água na região íntima.

Além disso, pode ser utilizado também em outras áreas, como coxas e seios, que também sofrem muito com o atrito. A fricção pele a pele das coxas e as irritações causadas pelos sutiãs podem e devem ser cuidadas também!

Para promover uma limpeza suave, tão necessária no momento em que as assaduras surgem, desenvolvemos a Espuma Natural de Higiene íntima. Enriquecida com ativos naturais, promove uma limpeza delicada e ideal para regiões sensíveis. Além disso, ela respeita e equilibra o pH vaginal, pois possui o vinagre de maçã orgânico em sua composição.

 Captura de tela 2023-05-24 145239.png__PID:1780621c-3d60-4bfa-97a0-954ded44a92b

Embarque com a Dita Cuja nessa jornada de autocuidado! Afinal de contas, cuidar da dita cuja é cuidar do corpo todo! <3

Voltar para o blog